Músicas preferidas

Loading...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Sarney Além Mar, não bastando as Terras saqueadas do Povo...

 Também dono de parte Marítima do Estado do MARANHÃO, Sarney impede o Povo de usufluir das prais do litoral, onde diz ser dono...

         Mas essa agora contra o Papai.. Porque tanta injustiça????
            
           Querem martar o Político mais honrado desse País... Porque meu Deus?


Assistindo a uma entrevista do Presidente do Senado José Sarney no programa "É Notícia",apresentado no último dia 30 na Rede Tv pelo jornalista Kennedy Alencar,descobri algo interessante,(pelo menos para mim que não sabia).
"José sem Lei" também é autor de várias obras literárias,as crônicas são grande parte dessas.

Mais na verdade o que chama mesmo a atenção é o título de um desses livros, que ele fez questão de destacar em um determinado ponto da entrevista.

Irônicamente a obra chama-se "O Dono do Mar".
Você pode se perguntar: E o que é que isso tem a ver?

Se você não sabe, o clã do Senador em questão exerce um controle espantoso sobre o Estado do Maranhão,ao ponto de vários Patrimônios públicos daquele lugar carregarem o nome (Sarney).

Pense Bem!,veja se não existe uma mensagem subliminar nesse título.

Será que a palavra (Mar) aparece em seu sentido real?

Não seria uma abreviação de Maranhão, onde realmente Sarney é dono?
Para clarear um pouquinho a mente,veja um texto enviado por Maria Fernanda Cunha Bezerra para o Blog do Noblat.
E tire você mesmo suas própias conclusões:

Coisas do Maranhão!

Para nascer, Maternidade Marly Sarney !

Para morar, escolha uma das vilas: Sarney, Sarney Filho, Kiola Sarney ou, Roseana Sarney !


Para estudar, há as seguintes opções de escolas: Sarney Neto, Roseana Sarney, Fernando Sarney, Marly Sarney e José Sarney!


Para pesquisar, vá até a Biblioteca José Sarney, que fica na maior universidade particular do Maranhão, que o povo jura que pertence a um tal de José Sarney!


Para inteirar-se das notícias, leia o jornal O Estado do Maranhão, ou ligue a TV na TV Mirante, ou, se preferir ouvir rádio, sintonize as Rádios Mirante AM e FM, todas do tal José Sarney. Se estiver no interior do Estado ligue para uma das 35 emissoras de rádio ou 13 repetidoras da TV Mirante, todas do mesmo proprietário !


Para saber sobre as contas públicas, vá ao Tribunal de Contas Roseana Murad Sarney (recém batizado com esse nome, coisa proibida pela Constituição, lei que no Estado do Maranhão não tem nenhum valor).


Para entrar ou sair da cidade, atravesse a Ponte José Sarney, pegue a Avenida José Sarney, vá até a Rodoviária Kiola Sarney. Lá, se quiser, pegue um ônibus caindo aos pedaços, ande algumas horas pelas

'maravilhosas' rodovias maranhenses e aporte no município José Sarney.

Não gostou do que leu ? Quer reclamar?


Então dirija-se ao Fórum José Sarney, procure a Sala de Imprensa Marly Sarney e informe-se onde está localizada a Sala de Defensoria Pública Kiola Sarney...


Seria pra rir se não fosse pra chorar!!!


Mas ainda tem mais!!


O canalha Sarney, é dono de parte Marítima do MARANHÃO.. Isso mesmo, dono de um Ilha com vista que vislumbra qualquer um que chega ao local, mas proíbido por Sarney, por contestar ser dono do Pedaço.

Ocupando pela terceira vez a presidência do senado, o novo chefe da casa, José Sarney (PMDB-AP), está na mira do presidente do PT do Maranhão, o deputado federal Domingos Dutra.
A briga não é por cargos, mas sim porque o parlamentar colocou a boca no trombone para denunciar que a família Sarney é dona de 38% do município de Raposo.
Os Sarney, segundo Dutra, fecharam o acesso a 15 praias do município. _ A cidade é linda, as praias são maravilhosas, mas o turismo está prejudicado porque os visitantes não podem ir às praias _ denuncia Dutra, que, na última sexta-feira, fez uma indicação ao ministro do Turismo, Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, sugerindo a inclusão de Raposa e da Ilha de Curupu em um plano de desenvolvimento turístico completo.
Por considerar que a área é patrimônio da União, Dutra defende que é legalmente possível e economicamente necessária a construção de um plano turístico de aproveitamento integral dos recursos naturais existentes em ilhas como a Ilha de Curupu.
_ Neste sentido, esta indicação tem objetivo de sensibilizar o poder público e todas as suas esferas federativas, visando a construção de alternativas de desenvolvimento sustentável, a partir do uso racional e sustentável dos recursos naturais existentes no município da Raposa, incluindo principalmente as praias situadas na Ilha de Curupu, em número de 15, em especial as mais próximas da sede municipal sem prejuízo dos direitos patrimoniais do senador José Sarney.

MALUF FECHA CERCO CONTRA PROJETO FICHA LIMPA.....

Ex-prefeito de São Paulo se tornaria inelegível, caso o texto seja aprovado pelo Congresso Nacional.
               Eu não mereço passar por isso!
                   Me livra da tal de ficha Limpa Senhor meu Deus....


Entre os opositores do projeto Ficha Limpa, que veda candidatos com condenações na Justiça, a bancada do PP na Câmara vem se destacando ao tentar desfigurar a proposta inicial. O deputado Paulo Maluf (PP-SP) é um dos poucos parlamentares que podem ser declarados inelegíveis caso o texto seja aprovado.

Roberto Almeida – O Estado de S.Paulo.
Maluf foi condenado em abril deste ano pela 7.ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo a ressarcir suposto prejuízo com o superfaturamento de 1,4 tonelada de frango ao custo de R$ 1,39 milhão, pagos pelo município de São Paulo, que administrava em 1996.
O ex-prefeito afirmou que vai recorrer do acórdão no Superior Tribunal de Justiça, mas a decisão em seu desfavor é colegiada, ou seja, realizada por mais de um juiz, pré-requisito do Ficha Limpa para declarar um candidato inelegível.
Na guerrilha pela derrubada do projeto, 11 deputados pepistas votaram na noite de quinta-feira a favor de um destaque proposto pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que tentava vetar trecho da lei que tornaria inelegível por oito anos os condenados por abuso de poder econômico ou político em eleições.
Na prática, no entanto, se a expressão fosse retirada do texto final, o projeto inteiro poderia ser prejudicado por razões de inconstitucionalidade – e beneficiaria Maluf. O ex-prefeito foi um dos que votou para derrubá-lo, mas sem sucesso.
Votações. Nas principais votações do projeto Ficha Limpa, deputados pepistas têm se destacado entre as demais legendas na busca por barrar sua aprovação. Cinco deles tentaram retirá-lo da pauta na última terça-feira, sem êxito.
Quando da aprovação do texto-base, o partido optou por levá-lo adiante, mas cinco deputados marcaram presença e não proferiram voto. Maluf também faltou à sessão. O quórum mínimo de 257 parlamentares, no entanto, foi atingido.
Anteontem à noite, quando o destaque que contrariava a inelegibilidade veio à tona, a insurgência de 11 pepistas foi amparada por outros 28 deputados divididos entre PMDB, PR e PTB. No entanto, o texto se manteve intacto.
Na próxima terça-feira, o projeto passará por novo crivo da Câmara com a votação de um destaque proposto pelo deputado pepista João Pizzolatti (SC).