Músicas preferidas

Loading...

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Desnudo Retrospectando em 2010, uma reflexão para todos!!!

Faremos aqui uma retrospectiva do ano de 2010, não de temas pólíticos, mas sim!!

Do espírito Natalino e da Esperança de um Futuro de igualdade para todos.



Mas também, servirá para refletirmos do que fizemos e, do que podemos fazer ainda em 2010 para amenizar a dor daqueles que nem mesmo, acreditam mais no espírito do Natal...

Onde o Desnudo deseja um Natal de muita Paz e Amor para todos, e um Ano Novo de muita prosperidade...


O Natal transforma as mágoas, em perdão!! Onde os atropelos do ano que se finda, se transforma e se renova em Amor no coração todos...

Essa é a mágia e o espírito do Natal, poder unir as pessoas em torno Amor!
Uma das bases mais sólidas para que uma criança venha a desenvolver seu caráter, manter-se dentro de sua própria dignidade humana, e acreditar num mínimo de sonhos, fantasias, histórias nas quais, erga-se dentro de sí uma perspectiva de um futuro no qual ela seja alguém.                                  
Sonhar com algo que nunca viu, ou desejar aquilo que para ela seja só um sonho, talvez seja a base para que ela, criança, venha a conquistar seu espaço.Mas contudo,o ser humano ainda não tenha
percebido a importância do sonho infantil, do significado da felicidade em se sonhar com algo que não se conhece, muito menos, com a esperança de e a sensibilidade com que nós quando crianças,
temos que acreditar em nossos sonhos, e torná-los realidade!!                                                         
                                                                              
Quando nos vimos diante daquilo que nunca tivemos quando crianças, sonhamos alcançar algo que seja parecido, não menos ou tão ganancioso, mas sim, a fecilidade do que nos causou naquele           momento, esse é o maior dos sonhos de menino, de Criança!                                                              
E o Natal, proporciona isso, gera essa expectativa, a esperança de estarmos em igualdade a todos, ou não?                                                                                                                                                      

Uma história que foi contada e publicada por 52 anos, nos tablóides do jornal The New York Sun, pelo Editor chefe Francis Church, onde narava uma carta escrita em 1897 por uma menina de 8 anos, Virgínia O`Hanlon Douglas.
Essa história perdurou durante décadas, onde virou livro com record de vendas nos Estados Unidos, Um filme protagonisado por Charles Bronson, ganhador de vários prêmios ao longo de mais de um século.
A menina de 8 anos, Virginia envia sua carta ao editorial do The New York Sun, onde faz um pergunta ingênua e simples...

A Carta de Virgínia.

"Eu tenho 8 anos. Alguns dos meus amiguinhos dizem que Papai Noel não existe. Meu pai sempre diz, se estiver no “Sun”, então existe. Por favor, diga-me a verdade:" Papai Noel existe?

Virginia O´Hanlon

Resposta do The Sun:

"Virginia, seus amiguinhos estão errados. Eles têm sido afetados pelo ceticismo de uma era marcada pela descrença das pessoas.
Eles não acreditam no que não vêem. Eles não acreditam no que suas pequenas mentes não podem entender. Todas as mentes, Virginia, são pequenas, não importa se são de crianças ou de adultos.
Neste nosso grande universo, o homem é um mero inseto, uma formiga, quando seu cérebro é comparado com o infinito mundo ao seu redor, ou quando ele é medido pela inteligência capaz de absorver toda a verdade e conhecimento."

Sim, Virginia, existe Papai Noel...  The New York Sun

Podemos observar que em poucas palavras, essa menina marcou gerações, pois até hoje, após 123 anos essa história nos encanta!

Porque então, não nos sensibilizamos com a história de tantas outras crianças, que apegada ao sonho, a fanatasia, não nos sensibilizamos à oferecer um futuro melhor, sem a ganância do muito, mas sim, com igualdade para todas?

Será tão dífícil assim, nos conscientizamos de que isso é tão real a ponto de proporcionarmos essa igualdade para todas elas?

Até quando veremos, teremos que assistir tamanha falta de consciência, e nos depararmos com isso?


O Natal é uma época de festa, de confraternização, de alegria, paz, fartura para muitos, mas e para eles?
Será que dividirmos, compartilharmos, oferecer um pouco mais do que demos durante todo ano, não alimentaria o sonho e, o futuro delas?
Vamos ampará-los, e não abandoná-los!
O Mundo hoje vive o desprezo pelas muitas crianças que vimos a merce da fome e da miséria total!
Enquanto assistirmos isso, elas morrem, se desesperam diante desse descaso brutal, do sofrimento e da fome...
Não deixem de compartilhar o Amor a Elas, mas também, de refletir do que poderemos fazer para salva-las de um futuro sem Futuro!
Que nossas crianças do Futuro, tenha a oportunidade de estar entre a igualdade de todos, e não, a merce da desigaldade de Nós.
Não fechemos os Olhos para Eles!!

Um Feliz Natal para todos!!

    Brasil Desnudo


Marcio RJ    -    2010 / 2011