Músicas preferidas

Loading...

domingo, 13 de junho de 2010

Senador ou Pároco? Ser ou não ser, Eis a questão!



[NOME CIDADE] -

O Conflito da interpretação e o estudo da Língua Portuguesa.... Pelos nossos Políticos...

Arthur Virgílio e suas morfologias a mais....

               eM QUE SITUAÇÃO EU ME ENFIEI!
               mAS VOU PEGAR MESMO, É AS GATINHAS DAKI!

Morfologia é o estudo da estrutura, da formação e da classificação das palavras. A peculiaridade da morfologia é estudar as palavras olhando para elas isoladamente e não dentro da sua participação na frase ou período. A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição.
Faltou acrescentar a morfologia, mais uma entre as dez, a Utopia de Arthur Vigilio.
Quando citou em seu discuso no plenário do Senado,de frente para o Senador Canalha...
Hiii... Desculpe! Renan Calheiros... Acabei trocando, ou usando da própria Utopia da palavra ao nome do nosso Ilustrísssimo Canalha Ranam Calheiros.
Mas vamos lá!
Em seu discurso ele cita a palavra Paroquiais "Paróquias", onde podemos então afirmar que...
Não temos Senadores legislando no Senado, e sim, Párocos... Isso Utopiando as suas próprias palavras em seus neurônios já atrofiados.
Temos então!
O Congresso Paroquial Brasileiro....
O cinismo do Seador Virgílio chega a ser ridículo, onde extravasa a sua transloucura de falar de sua reputação.
E olha que ele só pediu o direito de falar por 5 min....
Seu longo e , cínico discurso sobre seu celibato, das discriminações e acusações infundáveis sobre sua pessoa foi além dos 5 min.. 8min:58seg

Alguns casos do senador Arthur Virgílio:


1- O senador e o caixa dois


" Em 1986, fui obrigado a fazer caixa dois na campanha para o governo do Amazonas. As empresas que fizeram doação não declararam as doações com medo de perseguição política."

 Na matéria do  Jornal do Brasil. Nela, o senador afirma que ele próprio, em 1986, usou caixa 2 e “desafiava quem não usava”.
A reportagem, que tem o título de “Ilegalidade é freqüente”, trata da denúncia de que houve doações de mais de R$ 10 milhões à campanha de reeleição de FHC que não foram registradas no TSE. Ao assustado repórter ele ressaltou: “fico tranqüilo porque esse crime eleitoral já está prescrito”.


2 - Preferências do senador 
O senador amazonense Arthur Virgílio é um homem que se confessa atraído pelo submundo. Virgílio é um alegre freqüentador de bordéis e tem queda por "carnes novas". O líder do PSDB foi o carrasco da CPI da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
Dentre outras acusações que já caducaram contra esse Canalha!
Devemos nós, o Povo, fazer uma lista com mais 1milhão e 500 mil assinaturas contra ás Pedofilias dos nossos Párocos Piliqueiros.