Músicas preferidas

Loading...

sábado, 22 de maio de 2010

Congresso Nacional... Palco dos Escândalos e a caça dos FANTASMAS.


 Polícia investiga uso de documentos falsos por gabinete do Senador Efraim Moraes (DEM)
                          Vejão só!!!   Elas não são fantasmas
             Todos a viram em carne e osso.... Isso é intriga da Oposição

Será que nem ganhar um pouquinho mais eu posso?
Estamos em época de Eleições, e Eu, preciso de uma graninha extra!

A pedido de Mônica Bicalho - ex-assessora do gabinete -, para receber uma bolsa-educação no valor de R$100,00.
As irmãs e Mônica Bicalho foram exoneradas depois que o caso foi revelado. Em troca da bolsa educação, Mônica Bicalho teria pedido documentos e autorização para abrir contas bancárias, que seriam usadas para o pagamento. Contudo, o dinheiro era entregue em casa. Ao tentar abrir uma conta recentemente, Kelriany descobriu que constava como funcionária do senador, com salário de R$ 3,8 mil. Teria até recebido uma promoção.No entanto, em depoimento, as irmãs também disseram que não deram procuração para que outra pessoa tomasse posse no lugar delas. A única procuração que assinaram, de acordo com o advogado Geraldo Faustino, foi para a abertura de contas no Banco do Brasil e na Caixa Econômica.
Além da suspeita de contratações fantasmas e uso de documentos falsos, o gabinete de Efraim Moraes também apresenta uma característica incomum: dos 63 assessores, 43 não precisam bater ponto, e não prestam contas das faltas à Diretoria de Recursos Humanos da Casa. A decisão de abonar as faltas dos servidores cabe ao titular, no caso, o próprio senador.
Lembram do caso das horas extras pagas em pleno recesso do Senado?
A vidinha pregressa do Senador: No festival de absurdos já assistidos no Senado, o mais gritante foi o pagamento de 6,2 milhões de reais em horas extras para 3.883 funcionários da casa, mais da metade de seu quadro funcional. O trabalho deveria ter ocorrido em janeiro de 2009, quando os senadores estavam em férias, o Congresso estava em recesso e não houve uma única reunião, sessão, votação ou atividade legislativa em Brasília. O pagamento foi autorizado pelo senador Efraim Moraes.
Defenestrados de seus mandatos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por uma sorte de crimes que vão de abuso de poder econômico até a compra de votos, quatro políticos tentarão retornar ao palco político durante as eleições de outubro, a maioria na condição de favorito. Cassados no ano passado, os ex-governadores da Paraíba Cássio Cunha Lima (PSDB) e do Tocantins Marcelo Miranda (PMDB) sonham em voltar aos holofotes no Senado Federal.
A Bagunça é generalizada!!
Quantos fantasmas deverão existir dentro dos Três Poderes?
Esse é o verdadeiro Rombo nos Cofres do INSS que são anunciados todos os meses na mídia.
Se for feita uma varredura no cadastro dos funcionários ativos de fato em todo país, vamos ver coisa Pior... Milhares de funvionários que nunca trabalharam, os fantasmas que nós, os idiotas do setor privado pagamos através dos nossos impostos por essa corrupção maldita dentro do Comgresso como um todo.
O Senado aprovou a emenda da redação no texto, que colocou no futuro os verbos usados no passado para se referir a casos em que políticos ficariam inelegíveis. Alguns enxergam na mudança uma brecha para candidatura de políticos "ficha suja".
A Lei "Ficha Limpa", que foi aprovada tanto na Camara como no Senado, mas com um pequeno erro de interpretação verbal do do nosso Ilustre Francisco Dornelles, que com certeza deve ter matado aula nesse dia, lá atrás, quando fez seu cursinho para o vestibular. Ao mudar o verbo de " Que foram" para "Que forem" condenados, abre uma brecha para que nossos mais ainda Ilustres Juízes venha a interpretar a Lei de acordo com suas cabeças malditas e corruptas.
Há 46 anos atrás tivemos um golpe Militar no País!!!
Hoje temos um "Golpe linguístico". Isso dado por um Ilustre, como já disse, Senador que paticipou e atuou em todo processo do Golpe Militar de 64.
Agora vemos outros Políticos, que com certeza vão se safar da Lei "Fivha Limpa",  que provavelmente irão ser eleito por conta desse pequeno erro de Portugues.
Outro ex-governador que escolheu o Senado como palco da “ressurreição política” é o tucano Cássio Cunha Lima. Como havia sido reeleito em 2006, a Justiça proíbe uma nova candidatura ao governo. E um ano depois de perder o mandato, Cunha Lima é o franco favorito para ocupar uma das cadeiras em disputa nas eleições de outubro. A última pesquisa encomendada pela Consul/Correio da Paraíba na semana passada mostra o ex-governador com 48,7% das intenções de voto. O segundo colocado é o atual senador Efraim Moraes (DEM), com 32,77%, seguido por Vital Filho (PMDB), com 19,22%. Na Paraíba, os tucanos tentarão ganhar cargos no governo apoiando o ex-prefeito de João Pessoa Ricardo Coutinho (PSB). O atual governador, José Maranhão (PMDB), concorrerá à reeleição.
Como tantos outros que temos no PAÍS A FORA.
O nome dessa lei deveria se chamar de Ficha Suja!!!
Todos os canditados com ficha suja poderão se candidatar em qualquer cargo Público... Dane-se o Povo, nós é quem somos os donos do País!

Vocês concordão ou não?




Nenhum comentário:

Postar um comentário