Músicas preferidas

Loading...

domingo, 2 de maio de 2010

A fome como Alicerce do Sistema Financeiro Mundial...

 Essa é a Realidade do Povo no Mundo Inteiro....
                      Será que crianças devam sofrer dessa forama?

A conversa de que não há crise e que o aparelho produtivo da Europa está mais poderoso do que nunca é uma meia verdade. O “real” no sistema capitalista não é feito de aparelhos produtivos, nem de trabalhadores, nem de necessidades sociais. O “real” neste modo de produção são os mercados e esses vivem da especulação e da criação de expectativas. Conseguir um capitalismo sem especulação é tão possível como ver pássaros a voar sem asas. No caso português somos maximalistas, conseguimos o pleno da crise. Estamos mal, porque não temos modelo de desenvolvimento entre a mão de obra barata, à chinesa, e as empresas de grande intensidade de capital com mão de obra bem paga e formada, estamos em crise porque destruímos o nosso aparelho produtivo em troca de subsídios, sem o ter modernizado, estamos em crise porque gastamos mais do que produzimos, e estamos em crise porque as espectativas dos mercados sobre a nossa crise são elevadas

Para minorar esta crise, de uma forma socialmente justa, era necessária uma outra política europeia que travasse a especulação financeira e privilegiasse os investimentos produtivos.
Para sair desta crise é necessário superar o capitalismo, pois a crise não passa de um instrumento fundamental para distribuir os lucros de uma forma favorável para os especuladores e aos operadores financeiros. A crise é cíclica e inerente ao desenvolvimento do capitalismo.
Em Portugal, há pouco campo de manobra. Mas há coisas que são elementares: em tempo de crise devem pagar todos e não só os do costume, os que trabalham.
Desse ponto de vista, a proposta do PS e PSD de cortarem 20 % ao subsídio de desemprego é um roubo. O subsídio de desemprego não é uma oferta, é dinheiro que os trabalhadores descontaram durante o tempo que trabalharam, para precaverem esse risco. Pegar nesse dinheiro, e tirar uma grande parte, quando não se tributa devidamente as mais valias da especulação e os lucros dos bancos, não é combater a crise. É voltar a distribuir, mais uma vez, o dinheiro da seguinte forma: os poderosos levam os lucros e quem trabalha paga a crise.

Aqui no Brasil não é muito diferente nosso sistema capitalista, onde Banqueiros a cada ano arrebata lucros bilionários, enquanto os investimentos na economia, encolhe a cada ano.
Vemos agora, um projeto que tramita no governo, para taxar a caderneta de poupança através da cobrança de IR sobre valores acima de 50 mil reais. Os míseros 6% ao ano pagos pelos bancos ao correntistas, enquanto os mesmos, os bancos, faturam mais de 120% sobre o dinheiro emprestados a esses mesmos correntistas, através de emprestimos pessoais e o uso do cheque especial.
Falamos de um assalto legalizado, os dos cartões de crésitos, que até hoje não existe uma lei que regulamenta o setor. Hoje no judiciário, são os vilões de reclamações por cobranças indevidas aos usuários de cartões de créditos, que muitas das vezes, passam desapercebidos as taxas cobradas sem que o usuário tenha se quer, requerido tal servido.
E o Loby das operadoras de cartões de créditos dentro do Congresso para que a Lei não seja regulamentada é grande.... Com certeza nossos Congressistas levam um troquinho para não regulamentar a Lei...
Lembrando que todos eles, nossos Congressistas, bem como, todos os graudões do Governo, tem o tal do cartão corporativista...
Esses cartão funciona assim:
Você dá um cartão de crétido sem limites para um Ministro, Senador, Deputado ou qualquer outro apadrinhado federal. Ele usa como bem quiser... Viaja para o Exterior... Compra Caviar para seus convidaos em festinhas particulares... Vai ao Supermercado e faz a festa... Compra presentes para todos os seus coleguinhas de trabalho e, para os coleguinhas dos filhos na escola... e Poraí vai a gastança sem controle..

Mas!!!
Quem paga essa conta somos nós, trabalhadoeres, que através dos 42% de carga tributária que pagamos todos os meses, e são deduzidos dos nossos salários, para manter essa corja no poder.

Equanto nós, O Povo! Não tomarmos uma decisão contrária a esses absurdos, não veremos um Brasil de fato, sair desse arasmo... Não veremos de fato nosso país ter um desenvolvimento industrial e, uma autonomia na agricultura, onde possamos nos manter sem a necessidade de equilibrarmos a balança comercial, na dependência de especulações externas, regendo uma economia que hoje "Brasil" mantém sustentando às economias mais fortes, onde todas encontram-se em sérias dificuldades.
Todos os países em dificuldades hoje, tanto nos EUA e na europa, suas taxas de juros estão em patamares a nivel zero. Aqui, nosso Banco Central acaba de subir a Selic para 9,5% ao ano.
O que significa isso?
Que os países com juros zero vão colocar seus bilhões de dólares aqui, ganhar uma grana preta, e depois, retiram seus bilhões sem terem investido um centavo se quer em nosso país, já que seus paises de origem, não pagam nada pelas aplicações feita nos miseráveis falidos do primeiro Mundo.
Os subsídios aos produtos nesses países... Tanto na agricultura como na Industria, são coisas absurdas, onde a OMC sabe desses absurdos, mas contrário a isso, não os pune. Mas que hoje, existe uma briga entre EUA e Brasil contra esse Golpe...
Mas!!!
O Brasil, país bonzinho, retardou as retaliações que pretendia fazer contra os americanos por conta desses abusos, no uso de subsídios usados pelo americanos, visto que, a economia patina no gelo sem sair do lugar.
Agora com a crise na Europa, visto que, a Alemanha que serve como âncora, sendo o país mais rico do Bloco do Euro.
A Alemanha está numa saia Justa... Se salvar a Grécia, ela admite ser irresponsável por injetar dinheiro como salva guarda para um país, a Grécia, que não fez seu dever de casa. Gastou mais do que devia, e hoje, encontra-se a beira da falência.
Se fizer, Portugal, Espanha, Irlanda, e agora a Fraça que tmbém vem se afundando na crise, vai se achar no direito de ser salva também.
O Povo alemão nesse sábado, dia 1 de maio, saiu às ruas contra a decisão da Alemanha ajudar a Grécia, pois a crise mundial de 2008 não foi causada pela população mundial, mas sim, pela desordem e a irresponsabilidade do sistema financeiro Americano... Trocando em miúdos! Pela omissão do Fed, Banco Central americano e, pelos tantos outros Bancos Centrais, principalmente o Banco Central Europeu, que fechou os olhos para a omissão da crise que se anunciava há tempos.
Quantas centenas de bilhões de Dólares e Euros foram injetados para salvar esses Bancos?
Ao contrário!
Quantos Bilhões de Doláres foram injetados para salvar os milhões de empregos que o Povo perdeu pela irresponsabilidade desse setor financeiro corrosivo?
Quantas famílias perderam seus imóveis por conta dessa falência do mercado financeiro... OS governos ajudaram essas famílias, refinanciando suas dívidas, fazendo assim, com que essas famílias não perdessem os investimentos já pagos por elas. Não!
E para onde foi escoado tanto dinheiro perdido nessa crise?
Foi para o bolso de quem, essa grana toda?

A crise não é de um País, mas sim, de uma sistema corrosivo e manipulador, como o sistema financeiro que vemos hoje, manipulando economias inteiras mundo a fora

Ou boicotamos às Eleições no Brasil, ou veremos o caus se perpetuar nas mãos dos nossos Plitiqueiros, nos quais votamos obrigatoriamente todos os anos.

Digam não às Eleições de 2010...

fIQUEM EM SUAS CASAS, E ASSISTAM A DERROTA DESSES CORRUPTOS NAS uRNAS DESSE ANO.



Nenhum comentário:

Postar um comentário