Músicas preferidas

Loading...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Ficha Limpa 1.... Jader Barbalho

Será qe vamos conseguir barrar esse canalha dás Eleições de 2010?











Desde que voltou à Câmara em 2003, o deputado Jader Barbalho (PMDB-PA) costuma se sentar numa das últimas fileiras do plenário. Naquele espaço apelidado pelos parlamentares de “Valle de los Caídos”, preferido daqueles que não querem aparecer. O piso da galeria superior forma ali um teto baixo, e a menor exposição à forte luz do plenário esconde quem opta por se sentar por lá. A penumbra do ambiente espelha a atuação de Jader nestes últimos sete anos: o deputado paraense, de fato, atua nas sombras. Alia uma apagada atuação parlamentar a uma destacada articulação política nos bastidores.

Desde que voltou à Câmara, depois de ter renunciado ao mandato de senador para não ser cassado, Jader não apresentou nenhuma proposta na Câmara nem relatou qualquer projeto de lei. Não discursou nem fez uso da palavra uma única vez sequer no plenário. Na atual legislatura, iniciada em 2007, o peemedebista não compareceu a nenhuma das 149 reuniões da única comissão de que participa. Esteve presente em menos da metade das 314 sessões deliberativas realizadas de fevereiro daquele ano até a semana passada.

Apesar dessa atuação parlamentar aparentemente pífia, Jader é líder em todas as pesquisas para senador e governador no Pará. Nessa condição, é assediado por adversários históricos e se prepara para voltar ao Senado, de onde foi varrido por denúncias de desvio de dinheiro público em outubro de 2001.

Nove anos depois do que parecia ser sua derrocada, ele controla um orçamento anual de mais de R$ 7 bilhões por meio de afilhados políticos nos governos federal e estadual. Pelas mãos de seus aliados, passarão este ano os R$ 6,5 bilhões do orçamento da Eletronorte e outros R$ 519 milhões dos cofres do governo do Pará. Jader tem sob seu controle outros 340 cargos comissionados do governo estadual, além das diretorias da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e dos Correios no estado.

No PMDB paraense, ninguém ousa questionar sua autoridade. Na presidência regional do partido, tem as rédeas de 45 dos 143 prefeitos paraenses. Seu filho, Helder Barbalho (PMDB), é prefeito de Ananindeua, cidade de 500 mil habitantes localizada na Grande Belém, e presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep). Seu primo, José Priante (PMDB), vive a expectativa de assumir em breve a prefeitura de Belém caso a Justiça eleitoral confirme a cassação do atual prefeito, Duciomar Costa (PTB), por abuso de poder econômico.  
No plenário, o peemedebista paraense é ausente e tem atuação apagada. Nos bastidores, porém, continua sendo um político poderoso, controlando por meio de aliados um orçamento que passa dos R$ 7 bilhões
E o canalha ainda tem essaverba a sua disposição......

6 comentários:

  1. Infelizmente e a população analfabeta do interior do Pará e que elege esse sanguessuga do povo paraense,se conseguir passar pela ficha limpa, não adiantou em nada esta lei.

    ResponderExcluir
  2. ISSO É UMA VERGONHA DO PARÁ E DO BRASIL, ISSO QUE O DINHEIRO PODE COMPRAR; VOTOS, CARGOS,POLITTICOS, JUÍZES E SÓ NAO PODE COMPRAR E VIDA E EU NAÕ SEI QUE O POVO DO PARÁ SÃO CEGOS OU BURROS !!!

    ResponderExcluir
  3. sinto vergonha do judiciario do meu pará pois é este o culpado por ladrões como esses sejam candidatos e o q é pior q se elejam pois o pobre povo n tem memória.sou advogada. cade minha OAB que n faz nada? tá de conluio? maria lucia nogueira belo

    ResponderExcluir
  4. REALMENTE ISSO É UMA VERGONHA PARA NÓS PARAENSES O QUE É QUE O POVO DE OUTROS ESTADOS VÃO PENSAR DE NÓS? QUE SOMOS UMA BANDO DE CABLOCOS BURROS E INGNORANTES E AINDA TEMOS QUE ENGOLIR AQUELA VELHA FRASE IMBECÍL "ELE ROUBA MAS FAS"

    ResponderExcluir
  5. é uma pena que esse judiciario pelego paraence, deixe passa a candidatura de uma pessoa dessas.será que vamos deixar esse cadidato se eleger!!
    Só aq em casa fiz quatro pessos desistir de votar no jader, simplesmente informando de quem é realmente o jader. Lendo sites como esse imprimindo informaçoes desse canalha.

    ResponderExcluir
  6. Entre os 1 milhão e 800 mil eleitores do que votaram em jader existe desde aqueles que não sabe ler até aqueles que são professores. Muita gente aí em cima ainda chama todo mundo de burro, queremos alguem no senado federal que brigue por nós.Burro é quem chama.

    ResponderExcluir